terça-feira, 10 de maio de 2011

Caridade que aprisiona

Fico ‘de cara’ de ver como a “boa ação” o que algumas pessoas contribui para o aprisionamento de outras.


Foto meramente ilustrativa
Na sexta feira a noite participei do trabalho da Casa Resgate com crianças de rua na Avenida dos Andradas. Pelo chão havia vários ‘fundos’ de garrafa PET espalhados com uma sopa nem um pouco apetitosa, provavelmente doada pouco antes de nossa chegada. Não sei se eles estavam pensando no ‘amanhã’ ou simplesmente deixaram para comer depois.

Enquanto eu e outro obreiro jogávamos futebol com alguns meninos, outros jogavam UNO e conversavam com as meninas. Entre outros, o objetivo deste trabalho é criar relacionamento com essas crianças, ganhar a confiança e desafiá-las a sair da rua.

Neste meio tempo chegou dois caras em um carro importado. Enquanto abriam o porta malas um gritou “Óh a sopa! Quem ai vai quere?”. Pelo menos esta tinha parecia um pouco melhor, servidas em embalagens descartáveis de alumínio. Após distribuir algumas, em pouco mais de 5 minutos, foram embora com o sentimento de missão cumprida e boa ação, eu penso.

Obreiras da resgate - Casa aberta
Alguns desses meninos dizem: “Essas pessoas vem aqui, dão comida, roupa, presentes, etc. Mas vocês são diferente, vocês sentam e conversam com agente, brincam, gastam tempo, se importam...”

Então porque será que está tão difícil tirar essas crianças da rua? Entre outros fatores, boas ações como estas ajudam a aprisionar essas crianças na rua. Ali eles não tem regras, tem o que comer, o que vestir, e o pior, o tiner para se drogar. Tudo isso, somado com a série de traumas que fizeram com que eles saíssem de casa, torna-os cegos. Não permite que eles enxerguem além daquilo ali.

Antes de fazer uma boa ação, pense bem se isso vai realmente ajudar ou se vai apenas contribuir para que o ‘necessitado’ fique na mesma situação. Uma boa ação feita de maneira errada pode atrapalhar mais do que ajudar. Pense nisso.

Abraço.

2 comentários:

Warley e Angelica disse...

Boa postagem amigo..

Luciana Ribeiro disse...

Ótimo post... Precisamos que a verdade seja dita!!